Make your own free website on Tripod.com
TUDO SOBRE CINEMA, MUSICA E BD

MC&BD -Rua D. Afonso Henriques, Nº1539 2-dto 4425-636 Pedrouços-Maia

POSTERS TAMANHO GRANDE MINIPOSTERS
FOTOGRAFIAS 15x10cm FOTOGRAFIAS 25x20cm
PHOTOSETS (CONJUNTOS DE FOTOS DE FILMES POSTERS ORIGINAIS DE CINEMA
POSTAIS AUTOCOLANTES
PIN'S PORTA-CHAVES
LIVROS DE/E SOBRE CINEMA BANDA DESENHADA
CARTAS DE JOGAR E COLECIONAR OUTROS ITEMS



A MINHA SOGRA É UMA BRUXA

Série Nacional

Alberto está longe de saber que Elvira, a sua sogra, é mesmo uma bruxa...





  • Origem: PORTUGAL - 2002

  • Duração: 30 m

  • Produção: HOP!

  • Realização: Henrique Oliveira

  • Cenografia: José Luiís Leitão

  • Com: Rosa Lobato de Faria, Rita Blanco, Fernando Luís, Ana Bustorff, António Cordeiro, Elsa Raposo, Alexandra Negrão, Pedro Rascão Elvira é a sogra de Alberto e detestam-se mutuamente por culpa de Elvira. Muitas vezes, desesperado, Alberto diz que "a minha sogra é uma bruxa", longe de saber que, na realidade, Elvira é mesmo uma bruxa. Alberto é casado com Amanda, filha de Elvira, e são um casal feliz. Amanda também era feiticeira, mas perdeu os seus poderes quando se casou Alberto, devido a ser ele um "muggle", um comum mortal. No entanto, não está arrependida da sua opção, bem pelo contrário, já que está apaixonada pelo marido e o seu objectivo é levar uma "vida normal". O casal tem dois filhos (Magda, uma rapariga de 14 anos e Edgar, um rapaz de 10 anos) que, obviamente, herdaram os poderes de feitiçaria pelo lado materno. Amanda tenta a todo o custo evitar que o marido descubra que os filhos e a sogra são feiticeiros e que ela própria também já foi. Fez os filhos prometerem-lhe que nunca contariam nada ao pai sobre o assunto e ensina-os a só usarem os seus poderes mágicos em caso de extrema necessidade. Elvira, por seu lado, não se conforma com o facto de a filha ter perdido os seus poderes pelo facto de se ter casado com um "muggle", e que ainda por cima (acha ela) é um inútil que nunca poderá proporcionar a Amanda uma vida de luxo e fausto. Tenta a todo o custo separar a filha do genro, para que Amanda se possa casar com Horácio (um conquistador barato), o filho do rico Bruxo - Mestre, e assim recuperar os seus poderes de feiticeira e ser rica. Elvira, que adora os netos, é também a sua professora de feitiçaria, à revelia de Amanda e, obviamente, sem o conhecimento de Alberto. Os netos, que também adoram a Avó, sempre que descobrem que Elvira está a tramar algo contra o pai, nunca permitem que isso aconteça. Apenas nesses casos usam os seus poderes contra ela. Alberto é chefe de produção numa produtora de televisão (a BB Produções) e trabalha directamente com Bárbara Braga, a directora, uma mulher workaholic, determinada, agressiva, muito sexy. Bárbara obriga-o muitas vezes a trabalhar fora de horas, o que irrita Amanda e dá situações de comédia interessantes, com Elvira a criar desentendimentos entre a filha e o genro. Em todas estas e outras situações, são quase sempre os miúdos que resolvem o caso com as suas feitiçarias, preservando a unidade dos pais, mas sem que o pai desconfie que eles são feiticeiros. Existem também os vizinhos da casa ao lado. São um casal. Rosana (aliás Roxane, como ela gosta de ser conhecida), cabeleireira em casa, bisbilhoteira, consegue ver muitas vezes os feitiços que se passam na casa ao lado. Tenta que Acácio, o chato do marido (que está sempre pregado à televisão a fazer zapping e não se levanta do sofá para nada), também observe, mas este, incrédulo, nunca chega a tempo de ver nada e acha que Rosana é maluca.



    LOCAL PARA AS VOSSAS CRÍTICAS E COMENTÁRIOS DE SÉRIES E PROGRAMAS DE T.V.