Make your own free website on Tripod.com

UM MUNDO DE CINEMA, MÚSICA, TV E BANDA DESENHADA

Posters Tamanho Grande // Miniposters // Posters Originais Cinema // Fotografias 15x10cm // Fotografias 25x20cm// Photosets // Postais // Autocolantes // Pins // Portachaves// Livros de/e Sobre Cinema // Banda Desenhada

Bem vindo à nossa base de dados de filmes

FILMES

GOSFORD PARK

Título Original: Gosford Park

Ano: 2001

País: Itália / Reino Unido / EUA / Alemanha

Realizador: Robert Altman

    Actores:

  • Stephen Fry

  • Helen Mirren

  • Ryan Phillippe

  • Jeremy Northam

  • Kristin Scott Thomas

Minutos: 137

Resumo:

Na mansão de Gosford Park, em 1932, Inglaterra, Sir William e Lady Sylvia McCordle recebem uns amigos para uma caçada. Os criados traram a que nada falte aos senhores. De repente, um crime... e o alvoroço na casa.

    Critícas dos visitantes do Site:





    Título do filme Nome do crítico Cidade Data da Crítica
    Gosford Park Rui Manuel da Silva Ribeiro Riba de Ave 11/19/2002

    Gosford Park

    Gosford Park, é um filme com um elenco de luxo, e um argumento seguro, que conduzem o espectador ao longo de cerca de duas horas e meia de uma história que afinal de nada interessa (aparentemente) no filme. Passando a explicar, um nobre senhor, tão rico, quanto pouco estimável, decide convidar uma série de pessoas para um fim-de-semana de caça, na sua mansão de campo. O certo é que lá para final será assassinado, e isso é o que menos importa, tal como o deslindar do mistério (que ficará... – descubra-o, pois ficará surpreendido com o final). O que realmente salta a olhos vistos deste filme, é a luta de classes com que se vive. Na mesa toda a gente se sente de acordo com a hierarquia dos títulos que possuí, na cave ficam hospedados os empregados, cujo nome ninguém conhece, pois apenas são tratados pelos nomes dos seus senhores.



    Título do filme Nome do crítico Cidade Data da Crítica
    Gosford Park João Pedro Machado Ermesinde 9/28/2002

    “GOSFORD PARK”, de Robert Altman CLASSIFICAÇÃO: **** (Muito Bom) Numa edição dos óscares que me desiludiu a vários níveis (quanto mais não seja, porque as minhas previsões falharam quase totalmente...), o óscar de melhor realizador entregue a Ron Howard foi a maior injustiça da noite... A minha preferência ia para David Lynch, mas premiar Gosford Park nessa categoria era também merecido e era esperado. Os membros da Academia não foram por aí e estão no seu direito, apesar de ser discutível a qualidade técnica de “Uma Mente Brilhante”. Mas falemos de “Gosford Park”! Robert Altman filma, à sua maneira, uma história policial, com uma trama que poderia ter sido imaginada por Agatha Christie, em que, na década de 30, várias pessoas se reunem numa mansão e uma delas é assassinada... Quem é o assassino? É precisamente no enredo que se encontram as únicas falhas deste filme, o que faz sentido, já que, como o próprio Robert Altman assume, a vertente policial é a que menos lhe importa. Assim, fica-se por uma abordagem anedótica da investigação, uma solução para o enigma bastante previsível e uma justificação para o crime demasiado básica e desprovida de originalidade. Quando aborda o tema das classes sociais, o filme torna-se muito mais interessante! De salientar, a excelência dos diálogos e a realização prodigiosa, bem como as interpretações, todas muito boas, com destaque para duas actrizes: Emily Watson (a confirmar, depois da estrondosa revelação em “Ondas de Paixão”, que é uma das melhores actrizes da sua geração) e, principalmente, Helen Mirren, cuja simples presença, quase sempre discreta, nos prende a atenção.



    Esperamos a vossa colaboração





    VOLTAR CRÍTICAS DE FILMES

    VOLTAR PAG. INICIAL