Make your own free website on Tripod.com

UM MUNDO DE CINEMA, MÚSICA, TV E BANDA DESENHADA

Posters Tamanho Grande // Miniposters // Posters Originais Cinema // Fotografias 15x10cm // Fotografias 25x20cm// Photosets // Postais // Autocolantes // Pins // Portachaves// Livros de/e Sobre Cinema // Banda Desenhada

Bem vindo à nossa base de dados de filmes

FILMES

OS OUTROS

Título Original: The Others

Ano: 2001

País: França / Espanha / EUA

Realizador: Alejandro Amenábar

    Actores:

  • Nicole Kidman

  • Christopher Eccleston

  • Elaine Cassidy

Minutos: 101

Resumo:

Grace (Nicole Kidman), uma mulher que educa sozinha os seus dois filhos, admite novos criados na sua mansão. Com uma doença que os pbriga a permanecer no escuro, os seus filhos começam a ver aparições e a testemunhar alguns fenómenos estranhos. Um filme genial do espanhol Alejandro Amenábar, com um final surpreendente!

    Critícas dos visitantes do Site:





    Título do filme Nome do crítico Cidade Data da Crítica
    Outros (Os) João Pedro Machado Ermesinde 09/28/2002

    “OS OUTROS”, de Alejandro Amenábar CLASSIFICAÇÃO: **** (Muito Bom) SPOILER: O que me agradou mais n’ “Os Outros” foi a ideia original de, numa história de casa assombrada, nos mostrar a versão (visão) dos fantasmas e como tudo poderá não passar de duas dimensões paralelas, parecendo ambas reais. Passamos o filme todo a pensar que a personagem da Nicole Kidman e os seus filhos são as vítimas de perseguição dos fantasmas (Victor e família) e acabamos por descobrir, num final surpreendente, que afinal eles é que são os fantasmas e o tal Victor e família são os novos habitantes da mansão. Se calhar, os fantasmas não são mais do que pessoas que não sabem que morreram e continuam a fazer a sua rotina, o que assusta os vivos (e vice-versa), porque encontrando-se em dois mundos paralelos, não se vêem, apercebendo-se apenas das manifestações das suas presenças (portas a abrirem-se, cortinas a fecharem-se, etc.). FIM DE SPOILER O argumento agradou-me muito! Infelizmente, a realização não está ao mesmo nível, por culpa, em especial, da mise-en-scène, que é muito fraca. Hitchcock criaria (mais) uma obra-prima, a partir deste argumento! Quanto às interpretações, estão muito bem conseguidas, mas, pessoalmente, preferi a composição de Nicole Kidman no filme “Eyes Wide Shut”, que era muito mais complexa e portanto mais exigente.



    Esperamos a vossa colaboração





    VOLTAR CRÍTICAS DE FILMES

    VOLTAR PAG. INICIAL