Make your own free website on Tripod.com

UM MUNDO DE CINEMA, MÚSICA, TV E BANDA DESENHADA

Posters Tamanho Grande // Miniposters // Posters Originais Cinema // Fotografias 15x10cm // Fotografias 25x20cm// Photosets // Postais // Autocolantes // Pins // Portachaves// Livros de/e Sobre Cinema // Banda Desenhada

Bem vindo à nossa base de dados de filmes

FILMES

MEMENTO

Título Original: Memento

Ano: 2000

País: EUA

Realizador: Christopher Nolan

    Actores:

  • Guy Pearce

  • Carrie-Anne Moss

  • Joe Pantoliano

  • Mark Boone Junior

Minutos: 113

Resumo:

Após a morte brutal da sua mulher e da perda da sua capacidade de memorizar acontecimentos recentes, Leonard vive numa busca incessante de toda a verdade. Realizado e escrito por Christopher Nolan, "Memento" é um dos melhores e mais surpreendentes filmes do ano de 2001.

    Critícas dos visitantes do Site:





    Título do filme Nome do crítico Cidade Data da Crítica
    Memento Rui Manuel da Silva Ribeiro Riba de Ave 11/19/2002

    Memento

    Para quem vir Memento, por certo terá uma experiência cinéfila que jamais esquecerá, e aguentar os primeiros minutos, é a certeza de viver uma fascinante experiência filmíca. Memento, brilha pela originalidade com que nos é apresentado, pois contrariamente ao normal, começamos a ver o fim, e acabamos por ver o início. Passando a explicar, o realizador consegui utilizar uma forma brilhante para nos contar uma história aparentemente normal, tal qual nos faz Quentin Tarantino, mas ao contrario deste que aposta nos diálogos brilhantes, aqui, vemos a sequência das cenas completamente alteradas. No início vemos aquela que acaba por cena a final do filme, que aparentemente não nos faz sentido, e é certo que não faz. Seguidamente, temos a cena anteriormente visionada, mas que em termos temporais precede a primeira. Agora é só imaginar ver um filme contado de traz para a frente, e lentamente começar a descobrir o a que sucedeu no início. Perder o início é crime, pois lá se vai o final. A originalidade do filme, que reside muito no argumento, e trabalho de montagem, torna o espectador cúmplice de toda a história, do primeiro ao último minuto. Este argumento em forma de Tetris, obriga assim o espectador, a uma concentração suplementar, e lança Chistopher Nolan como realizador, para a ribalta do cinema independente. Descubra quem matou a sua mulher...



    Título do filme Nome do crítico Cidade Data da Crítica
    Memento João Pedro Machado Ermesinde 9/28/2002

    “MEMENTO”, de Christopher Nolan CLASSIFICAÇÃO: ***** (Excelente) Antes de mais, um desabafo: como é que é possível um filme tão importante como este estrear apenas numa sala do país? É que nem sequer estreou no Porto! Nestas ocasiões é que os cineclubes se revelam fundamentais, já que foi em Viana do Castelo que tive a oportunidade de assistir, nas sessões cineclubísticas que aí se realizam, a esta obra fascinante! E o seu fascínio reside no dispositivo encontrado para contar esta história de um homem que desde um acidente passou a sofrer de uma doença de perda da memória imediata, ou seja, recorda-se de toda a sua vida antes do acidente, mas desde aí, vai esquecendo tudo o que lhe acontece, a memória dura apenas uns minutos. E o dispositivo é: imaginem que têm uma história e a dividem em várias partes; pois bem, este filme começa na última parte e vai retrocedendo até à primeira, o que é um desafio à atenção do espectador (é impossível assistir-se de forma passiva a este “Memento...) e, graças à excelente montagem, o resultado é empolgante e eficaz, além de ser muitíssimo original! E depois há a reviravolta final (inicial?), completamente imprevisível, de nos deixar boquiabertos...! Assistir a “Memento” é viver uma experiência arrebatadora, apesar de sentados na cadeirinha do cinema. Não deve ser fácil produzir esse efeito e portanto o realizador, Christopher Nolan, está de parabéns!



    Esperamos a vossa colaboração





    VOLTAR CRÍTICAS DE FILMES

    VOLTAR PAG. INICIAL