Make your own free website on Tripod.com

UM MUNDO DE CINEMA, MÚSICA, TV E BANDA DESENHADA

Posters Tamanho Grande // Miniposters // Posters Originais Cinema // Fotografias 15x10cm // Fotografias 25x20cm// Photosets // Postais // Autocolantes // Pins // Portachaves// Livros de/e Sobre Cinema // Banda Desenhada

Bem vindo à nossa base de dados de filmes

FILMES

O PIANISTA

Título Original: the Pianist

Ano: 2002

País: França, Alemanha, Polónia, Reino Unido

Realizador: Roman Polanski

    Actores:

  • Adrien Brody

  • Thomas Kretschmann



  • Género: Drama

    Minutos: 148

    Resumo:

    O filme é adaptado da autobiografia de Wladyslaw Szpilman, um judeu polaco que descreveu a sua luta pela sobrevivência durante a II Grande Guerra. Compositor e pianista, Szpilman tocou a última música ao vivo ouvida na rádio polaca antes de a artilharia nazi a ter destruído. Durante a brutal ocupação, conseguiu fugir à deportação e ficou no devastado gueto de Varsóvia, onde lutou para se manter vivo até quando foi separado dos que amava. Szpilman acabou por aproveitar os seus dotes artísticos e por confrontar os seus medos, com uma ajuda muito improvável.



      Critícas dos visitantes do Site:





      Título do filme Nome do crítico Cidade Data da Crítica
      O Pianista João Pedro Machado Ermesinde 09/01/2003

      “O PIANISTA”, de Roman Polanski

      CLASSIFICAÇÃO: **** (Muito Bom)

      Mais um filme sobre o Holocausto, que se distingue dos outros, antes de mais, pela insistência em mostrar os horríveis actos de crueldade de que foram vítimas os judeus durante o nazismo. Essas cenas repetem-se até à exaustão, roçando o sensacionalismo. Por trás da frieza e academismo de que Polanski se serve para contar esta história verídica – sobre um pianista judeu que conseguiu sobreviver ao Holocausto, saltando de esconderijo em esconderijo, nunca saindo da sua terra-natal, Varsóvia, ocupada pelos alemães – existe um desejo paradoxal de emocionar e revoltar o espectador, o que é conseguido! Gostei muito do filme! As suas duas horas e meia passam num ápice, o que, dito por mim (que tenho pouca paciência para filmes longos), é um enorme elogio! Destaque, no campo das interpretações, para a prestação de Adrien Brody, no papel do pianista judeu. A sua nomeação (e, quem sabe?, o prémio) para o óscar de melhor actor principal parece-me inevitável!





      Esperamos a vossa colaboração





      VOLTAR CRÍTICAS DE FILMES

      VOLTAR PAG. INICIAL